quinta-feira, 2 de julho de 2009

Sócrates deixa cair Pinho

A vontade já existia. Faltava o pretexto. Pinho era um fardo para este Governo. Uns corninhos na Assembleia da República e a coisa ficou resolvida. Logo PIN(ho) que era tão bom ministro.

Sócrates mostrou toda a sua solidariedade com os seus ministros e "aceitou" a sua demissão. Não surpreende... na linha do Plano Tecnológico e depois da empresa na hora, acaba de introduzir a DEMISSÃO NA HORA (só que com esta medida quiz fazer uma surpresa e guardou-a para o final do debate!)

O que terá a "lufada de ar fresco" do PS a dizer sobre isto? Teremos conferência de imprensa na RTP?

3 comentários:

  1. Eis quiçá a maior marrada que o governo levou nestes ultimos tempos, ainda por cima dada por um membro da manada. Tendo em conta a tourada em que se foi tornando o ME a coisa só podia ter acabado desta forma.

    ResponderEliminar
  2. Pinho que diariamente "pecava" por pensamentos e palavras, actos e omissões, acabou castigado por um gesto...

    ResponderEliminar
  3. Com o episódio de ontem na AR, em que Pinho fez "chifres" dirigindo-se ao deputado Bernardino Soares, o ex-Ministro da Economia despediu-se do governo garantindo acesso à Liga dos Campeões.

    O acto inédito de ontem, teve o condão de dar a Pinho mais 10 pontos (!!) na Superliga "incompetente-mor" e isolar - quando faltam poucas jornadas para o fim da competição - o ex-dono da pasta da economia no topo da classificação.

    ResponderEliminar